Sou a Thalita Vitoreli, jornalista, 27 anos. Me casei em 2012 e estou aprendendo a curtir a maravilhosa viagem que é o casamento!
Vamos juntas?!
Confira aqui todas as colaboradoras do Tô Casada.com!

Curta no Facebook!

Instagram

Parceiros

+ acessadas

Arquivos

O poder do perdão

27abr
Publicado por Blog TôCasada.com

perdao

Essa é a minha primeira contribuição para o blog, e tem um assunto que tem queimado em meu coração. Faz um tempo ouvi uma pregação sobre perdão (Pastora Monica – Igreja Nova Aliança) e tenho pesquisado sobre o tema, eu encontrei alguns artigos seculares que falam sobre isso, e muitos trazem o quão benéfico isso é pra nossa vida. Pois bem, vou trazer algumas reflexões e espero te ajudar!

Quem nunca teve que perdoar uma ofensa que fizeram a você ou teve que pedir perdão por algo que você fez? Quando se trata de vida conjugal essa questão fica ainda mais forte. Quando você se casa as coisas mudam. A rotina passa a ser pensada em dupla, as refeições não são mais individuais, as finanças passam a ser uma só e as diferenças aparecem sem pedir licença.

É claro, são duas pessoas diferentes morando em um mesmo teto, dividindo as mesmas coisas, e a adaptação precisa acontecer. Existem duas histórias, duas realidades de vidas totalmente diferentes. Pode ser que um de vocês dois não consiga pedir perdão e reconhecer o erro e o quanto a sua atitude afetou seu cônjuge ou pode ser que um de vocês tenha dificuldade em aceitar o perdão e querer argumentar e criticar ao invés de simplesmente aceitar perdoar.

Nas duas situações citadas acima, um sentimento pode ser gerado, e ele se chama ressentimento. Ressentimento significa, segundo o Dicionário Aurélio, ato ou efeito de se ressentir, lembrança magoada de ofensa recebida. Muitas vezes ao se deparar com esse sentimento, você pode ter um mecanismo de defesa que é ruminar pensamentos e não parar de pensar no que aconteceu, sem nem cogitar a possiblidade de falar sobre o assunto. Essa nutrição de pensamentos negativos pode afetar a sua saúde e causar alguns problemas tais como, insônia, tensões, estresse, ansiedade, depressão, ou seja, seu psicológico fica totalmente abalado. O ressentimento desgasta-nos física e emocionalmente.

A psicologia cognitiva trata de um assunto interessante que é o falar sobre o que você está pensando e ajustar alguns pensamentos negativos e intrusivos. Acredito que isso seja uma chave para um casal. Precisa haver diálogo, confiança, cumplicidade. Vocês precisam falar o que estão pensando um ao outro e dizer quando tal atitude te machucou. Fazendo isso, não haverá brechas em seu relacionamento, e o perdão pode acontecer naturalmente. Não permita que o ressentimento faça parte do seu relacionamento.

É preciso aprender a resolver conflitos. Certa vez ouvi uma frase que me marcou e ela dizia assim: “quando um ganha, os dois perdem”. No casamento nenhuma das partes sai ganhando com a briga, só existem perdedores. Você não está em cabo de guerra e nem em uma competição. Reconhecer que você errou não quer dizer que seja fraca ou derrotada. Reconhecer o erro mostra o quanto você se importa com seu cônjuge e quer fazer de tudo para que esse relacionamento cresça de uma forma saudável.

Quando decidimos perdoar, estamos decidindo amar. Perdoar e liberar perdão são coisas libertadoras. Pratique esse mandamento e desfrute dos benefícios que essa atitude pode gerar.
Com carinho,
juliana_assinatura