Sou a Thalita Vitoreli, jornalista, 27 anos. Me casei em 2012 e estou aprendendo a curtir a maravilhosa viagem que é o casamento!
Vamos juntas?!
Confira aqui todas as colaboradoras do Tô Casada.com!

Curta no Facebook!

Instagram

Parceiros

+ acessadas

Arquivos

Posts da categoria: Casa

Ultrassom na gravidez

26maio
Publicado por Blog TôCasada.com

ultra

Não há uma regra exata de quantos exames de ultrassom a mulher precise realizar durante o período da gestação. Há aquelas que, motivadas por uma certa ansiedade, preferem realizar um exame por mês e outras que não seguem uma regra específica, mas realizam o exame de acordo com os pedidos médicos.

O ideal é que seja realizado, pelo menos, um exame de ultrassom a cada trimestre de gravidez. Vale lembrar que existem alguns exames que devem ser realizados em períodos/ semanas específicas da gestação como é o caso da translucência nucal, ultrassom morfológico e ultrassom com doppler. Vamos explicar um pouquinho sobre eles no post de hoje.

Exame de translucência nucal


Translucência nucal é o exame que deve realizado entre a 11° e 14° semana de gestação e mede um espaço específico na nuca do bebê. Seu principal objetivo é ajudar a detectar o risco de síndrome de Down e outras anomalias cromossômicas, além de problemas cardíacos. Durante o mesmo exame, também se verifica a presença do osso nasal. A ausência desse osso pode ser mais um indicador de anormalidade.

Em caso de haver alguma anomalia, os bebês tendem a acumular mais líquido na região da nuca, por isso uma medida acima da média normal é considerada um possível indicador de algum problema. Vale ressaltar que a partir de 14 semanas, não é mais possível realizar o exame, uma vez que o espaço deixa de ser transparente na imagem do ultrassom.

Com base nos resultados da translucência nucal, medida do osso nasal e na idade da gestante, o médico pode sugerir a realização de algum outro exame a fim de confirmar ou descartar uma eventual suspeita.

Pode acontecer deste ser o seu primeiro ultrassom e através dele será possível calcular sua idade gestacional. Apesar da curiosidade ser muito grande, ainda é cedo para detectar com 100% de certeza o sexo do bebê, mas, alguns médicos podem dar um palpite, porém a precisão não passa dos 80%.

Ultrassom Morfológico/ 2º trimestre


Este é outro exame essencial que deve ser realizado durante a gestação e serve para analisar o desenvolvimento do bebê com detalhes, incluindo seus órgãos internos. Aconselha-se que a ultrassonografia morfológica do 2º trimestre seja feita entre as 18 e as 24 semanas de gestação. Dentre os itens analisados no exame, pode-se citar:

  • Avaliar o tamanho do bebê, medindo a cabeça, tórax, abdômen e do fêmur;
  • Avaliar o formato, a estrutura e a medida da cabeça do bebê;
  • Avaliar o crescimento e o desenvolvimento do bebê e órgãos como estômago, rins, bexiga;
  • Mostrar os batimentos cardíacos do bebê e verificar seus átrios e ventrículos;
  • Localizar a placenta e sua posição;
  • Mostrar anormalidades no bebê e possíveis doenças ou malformações;
    Verificar o rosto do bebê, para ver se não há fenda labial;
  • Verificar a coluna do bebê, uma vez que todos os ossos estão alinhados e que a pele deve cobrir a parte final, perto do bumbum;
  • Analisar o cordão umbilical e seus três vasos sanguíneos (duas artérias e uma veia);
  • Verificar se a quantidade de líquido amniótico é suficiente para que o bebê se movimente com liberdade;
  • Verificar se o fluxo sanguíneo nas artérias uterinas da mãe está regular afim de descartar risco de pressão alta no fim da gestação.

Ultrassom Com Doppler/ 3º Trimestre


O Ultrassom com Doppler é um exame realizado através de ondas sonoras emitidas em uma frequência regular que, ao encontrar bases sólidas, se transformam em imagens que indicam o que está acontecendo durante o crescimento do bebê.

Este tipo de ultrassom possui uma coloração virtual que representa o fluxo de sangue entre o bebê e a placenta e também examina o corpo do feto, além da oxigenação e batimentos cardíacos. Através dele pode-se analisar a placenta e também descobrir se o bebê possui alguma deficiência de nutrição. Além disso, verifica-se se há a ocorrência de problemas de saúde na mãe que acontecem durante a gravidez, como: alta pressão sanguínea, diabetes ou infecções.

O ideal é que seja realizado entre a 26º e 38º semana de gestação.

Para nós que somos leigas no assunto, um dado importante sobre o ultrassom é que a imagem do bebê aparece no monitor da seguinte forma: o que for osso é mostrado na coloração branca, os tecidos aparecem num tom acinzentado, pontilhado e irregular, e tudo o que for líquido aparece em preto.

O ideal é sempre realizar os exames com a regularidade solicitada pelo seu ginecologista e escolher um local e médico de sua confiança para a realização destes exames tão importantes. Se possível é sempre bom ir acompanhada do seu cônjuge ou de alguém da sua confiança. Ah…e não se esqueça de guardar os resultados. Dá para fazer um diário de lembranças muito legal com eles!

Um abraço e até a próxima!

assinatura_thalita

Cartas para um bebê

20maio
Publicado por Blog TôCasada.com

Bom Dia meninas!

Estou completando mais uma semana de gestação! Agora são 22 semanas à espera da Heloísa! A gravidez está bem tranquila e tudo têm corrido muito bem!

Desde que descobri a gravidez tenho escrito um diário sobre como os meus dias têm sido, as emoções, ansiedades e experiências de uma mamãe de primeira viagem. A ideia é preparar um registro da gravidez que possa ser compartilhado quando o bebê crescer. Gostaria que essa criança soubesse o que eu e o papai sentimos durante sua espera, o que estava acontecendo no país e no mundo.

A partir de segunda-feira começo a compartilhar esse diário com vocês e o nome da série é Cartas para um bebê. Claro que vai ser algo bem pessoal e a intenção não será a de fazer posts informativos, mas se quiser me acompanhar nessa será bem vinda!

Um abraço e espero vocês,

 

assinatura_thalita

Como montar um quarto confortável e seguro para o bebê

19mar
Publicado por Blog TôCasada.com

Decorar um quarto de bebê é uma responsabilidade e tanto, afinal é ali que o pequeno ou a pequena irá descansar, brincar e se desenvolver. Por isso esse ambiente deve oferecer conforto, segurança, além de estimular o aprendizado da criança.

No artigo de hoje vamos dar dicas para você montar um quarto seguro e confortável para seu bebê. Nas próximas semanas vamos falar um pouco sobre a decoração desse ambiente para meninos e para meninas.

Então vamos lá?

Berço


Independente do modelo que você for escolher, dê preferência aos berços que possuem regulagem de altura. Essa ferramenta é essencial para garantir a segurança do bebê e prolongar o período de uso do berço. Lembre-se também de observar se o berço não possui elementos horizontais nas paredes, para evitar que os bebês consigam subir e sair (ou cair) do berço.

Bebe_01

Poltrona


Com certeza você vai passar boas horas do dia amamentando o bebê nos primeiros meses. Por isso a poltrona deve ser confortável, com braços para apoio. Um banco ou puff para o apoio dos pés também é um ótimo complemento para o momento da amamentação. Além disso, opte por tecidos que possam ser limpos com facilidade, ou utilize capas sob medida que possam ser retiradas e lavadas.

Bebe_02

Cômodas/ trocador


As cômodas são muito práticas. E colocar o trocador sobre a essa peça facilita muito o dia-a-dia, pois ao deixar os itens de higiene apoiados ao lado do trocador ou dentro das gavetas mais altas, você não precisa sair de perto do bebê no momento da troca de fraldas, evitando que ele role ou caia, o que é mais frequente do que imaginamos.

Bebe_03

Iluminação:


Além de uma boa iluminação principal, a iluminação indireta é essencial para esse ambiente. Ela evita que você precise acender uma luz mais forte para entrar no quarto enquanto o bebê estiver dormindo, ou simplesmente para deixar o ambiente mais relaxante. Pode ser uma arandela, abajur ou até iluminação em sancas de gesso ou nichos.

Bebe_04

Tapetes:


Os tapetes deixam o ambiente mais confortável e aconchegante, mas é preciso estar atento na hora da escolha desse item, pois alguns modelos, principalmente os mais fofos e altos, costumam acumular poeira mais facilmente, o que pode ser prejudicial para o bebê. Prefira os modelos mais baixos e lisos para facilitar a manutenção. Lembre-se também de verificar se o tapete é antiderrapante, para evitar possíveis escorregões.

Bebe_05

Cortinas:


O cuidado na escolha dos materiais que acumulam poeira também vale para as cortinas. Prefira modelos que possam ser lavados ou limpos com pano úmido regularmente. As cortinas blackout são uma ótima opção para o quarto do bebê para ajudar na tarefa de fazê-lo dormir durante o dia.

Bebe_06

Ar condicionado:


Se você vai colocar ar condicionado nesse ambiente, lembre-se de instalá-lo em uma parede onde o ar não irá bater diretamente no berço, pois isso pode ser prejudicial ao bebê.

Bebe_07

Gostaram das dicas?

Beijos

assinatura_ana

Resultado do sorteio – Dia Internacional da Mulher

14mar
Publicado por Blog TôCasada.com

sorteio insta

Realizamos no Facebook um o sorteio em comemoração ao primeiro ano do Blog ToCasada.com e ao Dia Internacional da Mulher.

As ganhadoras  que cumpriram os requisitos do regulamento e já retornaram nosso contato foram Ester Gonzales, Jheniffer Ferreira e Daiane Zaminelli.

O resultado pode ser conferido neste -> link. 
Agradecemos nossos colaboradores que cederam os prêmio: JPrado, Mimos Barite e ESpaço Hotel Cabeleireiros e cada leitora que participou!

Obrigada pela participação!

assinatura_thalita

5 dicas para não errar na escolha de sua cortina

23jan
Publicado por Blog TôCasada.com

Cortina_01

Além de dar privacidade e proteger o ambiente da incidência direta do sol, as cortinas deixam qualquer ambiente mais aconchegante. Mas quem nunca ficou na dúvida na hora de escolher o tipo e o tamanho delas, não é mesmo? Para não errar na escolha, confira as dicas que separei para te ajudar nessa missão!

 

1. Tire todas as medidas necessárias


Antes de tudo, meça a largura e altura da janela, e também a distância entre a parte inferior dela até o chão (peitoril). Você precisará dessas medidas para calcular as dimensões da cortina.

Cortina_02

 

2. Observe o tipo de abertura da janela


Observe também o tipo de abertura da janela. Se a abertura dela for central, você deve optar por cortinas de duas folhas. Já se a janela tiver abertura lateral, o ideal é cortinas de uma folha. Há também a opção de cortinas que se recolhem para cima, como é o caso das persianas horizontais e rolôs. Elas podem ser usadas em qualquer tipo de abertura.

Cortina_03

 

3.Defina o nível de claridade que você deseja para o ambiente


Você quer bloquear completamente a incidência de luz ou apenas diminuir a claridade do ambiente? Isso vai definir o tecido/ material da cortina, e a necessidade ou não de utilizar forro. Geralmente os tecidos mais grossos e forros do tipo blackout são utilizados nos dormitórios ou até mesmo salas de TV. Já para ambientes que pedem maior luminosidade, tecidos tipo voal com forros mais finos e materiais translúcidos são mais utilizados.

Cortina_04

 

4.Defina o tipo de cortina


Nesta hora vale pensar na funcionalidade e manutenção além da beleza da cortina. Abaixo listei os principais tipos de cortinas:

Tradicionais: seja instalada em trilhos ou varões, são as mais utilizadas. Possui uma infinidade de opções de tecidos, combinando com praticamente todos os estilos. Dependendo do tipo de tecido, ela pode bloquear a entrada de luz (tecidos mais grossos ou do tipo blackout) ou apenas filtrar a luz, como é o caso do tecido voal.

Cortina_05
Persianas: verticais os horizontais, as persianas permitem o controle da entrada e da direção da luminosidade pela janela. Sua grande vantagem é permitir a passagem de ar sem a necessidade de recolher a cortina para cima, dando maior privacidade ao ambiente. A limpeza de persianas, no entanto, é um pouco mais trabalhosa que as cortinas tradicionais, pois as lâminas precisam ser limpas uma a uma para a retirada completa do pó.

Cortina_06
Persiana romana: feita de diversos tipos de tecido, sua estrutura de varetas dispostas horizontalmente permite que a persiana romana se feche em camadas. Esse tipo de cortina não é indicado para área que acumulem muita gordura e sujeira, como cozinhas e áreas de serviço. A limpeza desse tipo de cortina consiste apenas em um pano úmido e detergente neutro.

Cortina_07
Rolô: esse tipo de cortina possui um mecanismo que permite que ela se enrole completamente ao ser aberta. Devido a esse fato, ela pode ser facilmente combinada com uma cortina tradicional, exercendo a função de forro. Sua limpeza também é muito rápida e simples, feita com pano úmido e detergente ou com aspirador, utilizando um bocal com escova.

Cortina_08
Cortina em painel: consiste em painéis de tecidos (geralmente lona ou sarja) que deslizam horizontalmente por um trilho. Ao escolher esse tipo de cortina, certifique-se que há largura suficiente ao lado da janela para que o painel possa se abrir, caso contrário ele irá correr apenas em cima da janela, permitindo apenas que metade a janela fique aberta.

Cortina_09

 

5.Calcule as dimensões da cortina


Finalmente, é preciso ter certeza que a cortina escolhida – seja ela comprada pronta ou feita sob medida – tem as dimensões ideais para a janela. Para as cortinas do tipo persiana ou rolô, basta acrescentar de 40 a 50 cm a mais da largura da janela para descobrir a largura final que a cortina deve cobrir. Já nas cortinas de tecido, deve ser considerado uma largura maior, pelo fato dela ter dobras ou pregas. Se o tecido for mais grosso, multiplique a largura encontrada por dois.

Para tecidos mais finos o ideal é multiplicar a largura encontrada por três, para dar um volume bonito.

Quanto à altura, vai depender se a cortina será fixada desde o teto (no caso dos trilhos) ou um pouco acima do início da janela. O ideal é que a cortina termine a um dedo do chão no caso das cortinas longas, ou de 20 a 25cm do final da janela. Se você vai comprar o tecido para fazer a cortina, lembre-se de acrescentar de 40 a 50cm na altura final, para os acabamentos de barra e cabeça da cortina.

Espero que tenham gostado!

Beijosassinatura_ana