Sou a Thalita Vitoreli, jornalista, 27 anos. Me casei em 2012 e estou aprendendo a curtir a maravilhosa viagem que é o casamento!
Vamos juntas?!
Confira aqui todas as colaboradoras do Tô Casada.com!

Curta no Facebook!

Instagram

Parceiros

+ acessadas

Arquivos

Posts da categoria: Viagens

Destino: Foz do Iguaçu

25nov
Publicado por Blog TôCasada.com

foz

Você já viajou pelo Paraná? O Estado tem vários destinos interessantes e Foz do Iguaçu é uma opção acessível e muito legal de viagem, passeios e compras!

No post anterior da Tag de Viagens, compartilhei com vocês algumas particularidades da nossa viagem de lua-de-mel – feita para Porto de Galinhas, em 2012 – lembram? Hoje vou compartilhar um novo destino com vocês. Dessa vez, vamos conhecer uma cidade paranaense: Foz do Iguaçu! Bora??

Eu e o Luiz temos o hábito de fazer uma viagem sempre em nosso aniversário de casamento, que acontece em outubro. Não é sempre que dá certo…mas a gente tenta! Essa foi uma boa escolha porque conseguimos economizar, já que não é alta temporada e os hotéis, voos e passeios são sempre mais baratos nesse período. Além disso, o trânsito é mais tranquilo que em feriados e férias. Os restaurantes não são lotados. Enfim: viajar em baixa temporada também tem lá seus benefícios. Eu recomendo!

Dessa vez, escolhemos fazer uma viagem pelo nosso Estado mesmo, de carro. Aproveitamos as férias do trabalho e de quebra, já comemorarmos mais um ano juntos! Nada melhor do que uma viagem para comemorar um momento especial, vocês não acham?

Neste post, procurei explicar um pouquinho sobre a viagem que aconteceu em outubro de 2013. Compartilho com vocês algumas informações sobre o hotel, os passeios, alimentação e transporte. Espero que as sugestões possam ajudar aqueles que estão planejando uma viagem para Foz ou animar você que ainda não conhece esse lugar maravilhoso do nosso Estado!

destino

Anualmente, Foz do Iguaçu recebe mais de um milhão de turistas atraídos para ver de perto um patrimônio da Humanidade tombado pela Unesco e eleita uma das Sete Maravilhas da Natureza: as Cataratas do Iguaçu.

Apesar das Cataratas serem a principal atração, a região reserva muitas coisas interessantes, como por exemplo: Parque dos Pássaros e Usina Hidrelétrica de Itaipu. Além disso, a proximidade com o Paraguai e Argentina traz excelentes opções para compras e gastronomia.

quando ir

Como a maioria dos passeios acontece em meio à natureza, na primavera a visita fica ainda mais bonita pois as árvores estão floridas. Além disso, entre os meses de Setembro a Março a vazão de água das Cataratas aumenta significativamente, por isso, aconselha-se a visita neste período.

nossa viagem

Nossa opção era fazer uma viagem mais em conta. Por isso, escolhemos ficar pelo Paraná devido à proximidade. Nem por isso, a viagem foi menos divertida do que a que fizemos para Porto de Galinhas. Nos divertimos tanto quanto! Conhecemos lugares maravilhosos e os passeios foram muito legais e inesquecíveis!

Optamos por ficar 5 dias em Foz do Iguaçu e o tempo foi suficiente para conhecer a maioria dos lugares turísticos do destino. Dessa vez, viajamos de carro e compramos as diárias do hotel pela CVC.

o hotel

Ficamos hospedados em um hotel chamado Iguassu Resort. Descobri recentemente que em novembro de 2014 o hotel teve o nome alterado e hoje é conhecido como como Wish Resort Golf Convention. Apesar da mudança de nome o hotel continua a pertencer à rede hoteleira GJP.

O hotel é localizado na beira da Avenida das Cataratas e fica bem próximo ao Parque Nacional do Iguaçu e da entrada para a Argentina. A localização é muito boa para os passeios, exceto para a Usina Itaipu que fica um pouco mais longe.
Na época o pacote de hotel foi adquirido pela CVC e pagamos uma média de 280 reais por diária – incluso o café da manhã. No momento (2015), fiz uma pesquisa e a média dos preços é de 350 reais.

hotel montagem

Sobre nossas impressões: o quarto do hotel é grande, confortável e bem organizado. Sempre limpo e com serviço de quarto diário. Tivemos apenas um problema logo quando entramos no hotel: a água não aquecia e a descarga não funcionava. Apesar do problema, o atendimento do hotel foi bem rápido.
A estrutura do hotel é muito boa, com uma piscina central grande, piscina aquecida, sala de jogos muito bem equipada, aluguel de bicicletas, estrutura para crianças. A cada bloco de quartos havia uma piscina e uma banheira, porém as banheiras não funcionavam bem e o hotel dizia que estava em manutenção. Aproveitamos uma manhã livre e fizemos o arvorismo, uma atração para os hóspedes do hotel sem custo adicional.

O café da manhã é muito variado e excelente. Eles fazem uma panqueca na hora que é divina e você pode escolher entre várias opções de recheio. Não jantamos nenhuma noite no restaurante do Hotel, porém eles têm restaurantes temáticos abertos durante a noite. Apenas um dia comemos uma pizza do hotel e estava saborosa.

O hotel também conta com um espaço com campo oficial de golfe, mas esse não utilizamos entre os dias que ficamos hospedados.

transporte e locomoção

Essa foi a primeira viagem que fizemos de carro! Moramos em Londrina – Paraná, cerca de 500 km de Foz e a viagem durou uma média de 7 horas. Sobre a locomoção dentro de Foz tudo foi bem tranquilo. Com o uso de um gps é bem fácil chegar até os passeios. O que falar das estradas? Pelo preço do pedágio cobrado no Paraná deveriam ser bem melhores, mas não são tão boas assim. Metade do percurso é de pista dupla, o restante é simples e precária. Tomando como referência o ano de 2015, os gastos com pedágio e a gasolina foram os seguintes:

gasolina e pedagio

mapa

 

alimentação

Alguns passeios que compramos já estava inclusa a alimentação, como era o caso da Itaipu e das Cataratas do lado brasileiro.

Uma noite escolhemos jantar na Argentina. Conhecemos o restaurante El Quincho del Tio Querido e comemos o tradicional Bife de Chorizo argentino.

el quincho

Em algumas noites fomos dar uma volta no shopping da cidade e comemos por lá mesmo. No caso do passeio das Cataratas da Argentina comemos um lanche simples – dentro do parque há algumas opções de restaurantes.

No caminho de Londrina para Foz, parada obrigatória no Castelletto. Delícia de comida e lugar maravilhoso. Várias opções de lanches, uma deliciosa salada de frutas e também uma refeição completa servida por pessoa. Na época gastamos 25 reais por pessoa. O restaurante fica em Matelândia, a uns 100 quilômetros de Foz.

casteletto

 

passeios

Pesquisamos bastante sobre as agências de turismo localizadas em Foz e optamos por fechar negócio com a empresa Lourmar Turismo. A empresa é bem séria e organizada. Escolhemos todo o roteiro de passeios anteriormente pelo site e no dia em que chegamos na cidade foi só buscar os vouchers na empresa (que está instalada em vários pontos estratégicos da cidade). Houve também uma grande facilidade no pagamento, pois eles parcelam em seis vezes.

Há opção de comprar o passeio com transporte ou utilizar o veículo próprio. Nós optamos pelos seguintes passeios: Macuco Safari, Parque das Aves, Itaipu Binacional, Paraguai, Cataratas Brasil e Argentina, Marco das Três Fronteiras e Jantar na Argentina. No caso do Paraguai e da Argentina optamos por utilizar o transporte deles por achar mais seguro e porque para transitar entre Argentina e Brasil era necessário ter a Carta Verde. Nos outros passeios fomos com o nosso carro mesmo. Com gps na mão não tem erro! Os passeios comprados na agência tem o mesmo valor dos que os comprados diretamente nos guichês, as vantagens são a facilidade, comodidade e o parcelamento.

Para ter uma estimativa dos gastos em cada passeio, compartilho os preços – atualizados em Março de 2015:

preço passeios

 

Abaixo explico os detalhes de cada passeio. Espero que as sugestões possam ajudar quem está planejando conhecer o lugar:

 

Cataratas do Iguaçu – Brasil e Argentina


As Cataratas do Iguaçu são o principal cartão-postal de Foz. No total são 275 quedas do Rio Iguaçu espalhadas pelos 186 mil hectares do Parque Nacional do Iguaçu. Além de ser tombado pelo Patrimônio da Humanidade, as Cataratas foram eleitas como uma das Sete Maravilhas da Natureza. Quando você conhece o lugar a impressão que passa pela cabeça é: como não vim aqui antes?!

catarata

 

O Parque é muito organizado e a estrutura é excelente. Por terra firme, o tour é feito em ônibus até à passarela panorâmica de 1.200 metros de extensão e paisagens de tirar o fôlego. Prepare-se para encontrar pelo caminho, mirantes, quatis, borboletas e lindas quedas d’água.

Os limites do parque estendem-se até a Argentina, onde ficam outros 67 mil hectares. O parque lá também é muito bonito porém a estrutura e organização são mais simples que no Brasil. Lá, o meio de transporte é o trem que leva a dois circuitos – o Inferior, com 1.700 metros e passarelas que seguem junto às quedas até o nível d´água; e o Superior, com 650 metros e pontes suspensas que revelam uma visão completa do conjunto das cataratas. Neste lado há mais momentos de caminhada. Tanto o percurso inferior quanto o superior terminam à beira da maior e mais emocionante das quedas: a Garganta do Diabo. Com 90 metros de altura, é o ápice do passeio. A passarela fica bem em cima da queda e a vista é muito disputada, porém espetacular.

garganta

argentina

Para visitar as cataratas argentinas é imprescindível apresentar documento de identidade original ou passaporte válido, inclusive para crianças de qualquer idade.

Macuco Safari:


Os turistas são levados em uma caminhonete (estilo Safari) para uma estação de embarque na beira do rio Iguaçu. De lá, a cada 25 minutos partem os botes para um passeio bem radical e divertido onde se pode apreciar as cataratas de um ângulo especial – do nível do rio. Os botes são conduzidos para bem próximos das quedas por isso, prepare-se para ficar molhado! O passeio é inesquecível e vale a pena o investimento. Há espaço para guardar bolsas e após o passeio há uma estrutura bem organizada para o turista poder se trocar ou até para tomar banho. Todo o percurso é filmado e fotografado e pode-se comprar o material no final (nós não compramos =/ ). A duração total é em torno de duas horas. No lado argentino, também é organizado um passeio semelhante e o percurso é praticamente o mesmo.

macuco

 

Parque das Aves:


Que tal começar o seu dia ouvindo o canto dos pássaros? O Parque das Aves conta com cerca de 130 espécies dos cinco continentes, divididas em cinco viveiros integrados à floresta. No total são 900 animais! As aves que mais nos encantaram foram as araras e os tucanos. Os tucanos são muito lindos e parecem de mentira! Há também papagaios, araras, emas e garças, além de jacarés, serpentes e tartarugas. Alguns habitats naturais, como os do Pantanal e da Floresta Amazônica, foram recriados no parque. No local há também um borboletário onde estão abrigadas 15 espécies de borboletas. Ao longo de todo o parque há explicações sobre cada espécie. Ao final é possível tirar a tradicional foto com a Arara nos braços. O parque fica a 500 metros do Parque Nacional do Iguaçu por isso os dois passeios podem ser feitos no mesmo dia.

montagem arara

tucano 1

montagem arara2

Marco das Três Bandeiras


Um obelisco de pedra demarca o ponto onde Brasil, Argentina e Paraguai se encontram. O espaço conta com mirante com vista para os três países e o encontro dos rios Paraná e Iguaçu.

Duty Free, Puerto Iguazu e Paraguai:


Foz do Iguaçu também atrai visitantes que se interessam pelas compras. Os preços praticados no comércio das cidades vizinhas – na Argentina e Paraguai – principalmente de produtos como perfumes, bebidas e artigos eletrônicos, fazem da região o paraíso dos turistas. Em ambas as cidades, o limite de compras isento de impostos é de US$ 300 e, apesar dos valores estarem na moeda americana, todos os estabelecimentos aceitam real, peso argentino e guarani paraguaio.

No caso do Paraguai temos algumas sugestões:

dicas paraguai

As minhas impressões de Ciudad del Este não foram as melhores. Achei o lugar muito lotado e desorganizado. Os preços dos produtos que eu gostaria de comprar não estavam tão diferentes daqui do Brasil. Acho que a ida só vale realmente a pena se a quantidade a ser comprada for grande. No caso dos cosméticos as compras valeram à pena.

Outra opção é o Duty Free Shop Puerto Iguazú que fica localizado entre as aduanas brasileira e argentina. Visitamos este lugar a também não achamos os preços muito mais em conta porém há grande variedade. Os produtos são legítimos e roupas, artigos esportivos e eletrônicos são vendidos sem impostos. Pra quem gosta de um bom chocolate aquele lugar é o paraíso! Na hora de comprar é preciso apresentar RG, CNH ou passaporte originais.
Fomos para o Duty Free de Puerto Iguazu como nosso próprio carro mesmo porque não é necessário atravessar a fronteira e a localização era bem próxima ao hotel. O estacionamento é gratuito.

Em Puerto Iguazú há um centrinho onde o pessoal gosta de fazer compras. As lojas ficam concentradas na Avenida Brasil. Para chegar a Puerto Iguazú pode-se optar por táxi, ônibus ou vans das agências de turismo ou de carro. Como só fomos uma noite para lá optamos por ir com a agência. Se sua intenção é visitar o local de carro é obrigatório o porte da Carta Verde, documento que permite livre trânsito de veículos entre Brasil e Argentina. Pode-se adquirir o documento via agência de turismo ou pessoalmente nas seguradoras da cidade. Na época da nossa viagem o custo era de trinta reais.

Itaipu Binacional


Um dos principais atrativos turísticos de Foz de Iguaçu é a Hidrelétrica de Itaipu. A Usina é a maior em operação no mundo, exibindo uma barragem 2,5 quilômetros de extensão por 196 metros de altura. Descobri que meu pai trabalhou durante a construção da Usina!

itaipu

Há duas maneiras de conhecer a Itaipu. O mais simples é a Visita Panorâmica, que inclui vídeo explicativo e passeio de ônibus sobre a barragem, com parada no mirante. O Circuito Especial, mais longo e detalhado, leva ao interior da usina até chegar a uma de suas turbinas. Nós optamos por fazer o Circuito Especial. Conhecemos os principais locais dentro e fora da Usina com uma visita muito bem guiada. Ficamos impressionados com a grandeza e toda a estrutura do local e valeu a pena escolher o passeio completo. Recomendamos!

Informações úteis, endereços e telefones para contato:


  • Cataratas Lado Brasileiro -Rodovia das Cataratas (BR-469), Km 17 – Foz do Iguaçu -Tel: (45)3521-4400 http://www.cataratasdoiguacu.com.br/portal/
  • Cataratas Lado Argentino – Ruta 12, km 5 – Puerto Iguazú – Argentina. A entrada fica a 23 quilômetros de Foz. Tel: (5437) 5742-0722 http://www.iguazuargentina.com/pt/
  • Informações Turísticas – Tel: 0800-451516
  • Centro Municipal de Turismo – Av. das Cataratas, 2.330 – Vila Yolanda – Tel: 3521-8128
  • Aeroporto – Tel: 3521-4276
  • Rodoviária – Tel: 3522-1027
  • Terminal de Transporte Urbano – Av. Juscelino Kubtischek, 1.385 – Centro – Tel: 3523-7901
  • DDD 45
  • Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu -Rodovia das Cataratas (BR-469), Km 16,5- Tel: 3521-4200
  • Terminal Rodoviário – Av. Costa e Silva, 1601 -Tel: 3522-3633
  • Receita Federal -Tel 3520-4300
  • Posto da PF na Ponte da Amizade -Tel: 3528-8070
  • Bancos: Banco do Brasil, Bradesco, CEF, HSBC, Itaú, Santander
  • Táxis: Coopertaxi – 3524-6464 / 3524-9270

E você, já conhece Foz do Iguaçu? Conte-nos como foi a sua experiência!

Um Abraço,

assinatura_thalita

Porto de Galinhas, um paraíso brasileiro

20fev
Publicado por Blog TôCasada.com

porto de galinhas_face

Água cristalina, peixinhos coloridos, sol e uma deliciosa brisa: conheça um pouco mais sobre um dos destinos brasileiros preferido entre os casais em lua de mel

Olá pessoal! Hoje começo a nova tag do blog: VIAGEM A DOIS. Meu objetivo é escrever pelo menos uma vez por mês sobre o tema e compartilhar aqui dicas de viagem com vocês.
Para começar bem, escolhi falar sobre a tão esperada e sonhada lua-de-mel. Nos casamos em outubro de 2012 e fomos presenteados com uma viagem maravilhosa: Porto de Galinhas – Pernambuco! O destino já foi eleito por mais de dez vezes como a “Melhor Praia do Brasil” pelos leitores da Revista Viagem e Turismo e é uma das opções mais procuradas pelos casais em lua-de-mel.
É claro que a viagem de lua-de-mel já é especial por tudo o que representa. Tão planejada, é um dos momentos mais esperados pelo casal. Representa ainda mais pelo fato de marcar uma ruptura naquela correria de quem ficou meses planejando um casamento e que não vê a hora de dar aquela relaxada, vocês não acham?
Abaixo, procurei explicar um pouquinho sobre a viagem, o hotel, os passeios e algumas especificidades de Porto de Galinhas. Vamos lá?!

O destino:
Porto de Galinhas está localizado no Litoral Sul de Pernambuco, no município de Ipojuca, a 70 quilômetros de Recife.
Caracterizado pelas piscinas naturais com águas mornas e transparentes, repletas de peixinhos coloridos, areia branquinha e coqueirais, Porto de Galinhas encanta pela sua beleza natural e paradisíaca. O local possui muitas praias – Camboa, Muro Alto, Pontal de Cupe, Porto de Galinhas, Maracaípe, Praia de Carneiros, Pontal de Maracaípe, Enseadinha, Serrambi e Toquinho.

De onde surgiu o nome?
Acredita-se que o nome curioso – Porto de Galinhas – veio após a abolição da escravatura. Como no porto de Recife havia fiscalização, os negros que continuavam a ser escravizados clandestinamente desembarcavam em uma praia nos arredores. O sinal para a chegada deles era: “Tem galinha nova no porto!”. Esta senha utilizada originou a vila de pescadores.

Nossa viagem:
Nossa viagem aconteceu dois dias após nos casarmos e foi organizada pela agência de viagens CVC. Ficamos por lá durante sete dias maravilhosos de um clima muito bom, muito sol e vento! A combinação sol, brisa do mar, coqueiros e água-de-coco é simplesmente perfeita para curtir uma viagem com quem a gente ama!

DSCF0820
Moramos em Londrina, sul do Brasil e a cidade fica bem distante do Nordeste. Por isso, optamos por viajar de avião, mas não alugamos nenhum carro por lá. Fizemos os transfers e os passeios com motoristas da região. Saímos de Londrina por volta do meio dia e chegamos em Porto de Galinhas às dez da noite! O aeroporto mais próximo está localizado em Recife, a 70 km de Porto de Galinhas, por isso, o trajeto de Recife a Porto de Galinhas é feito de carro ou van.

O Hotel:

DSCF1317

hotel ocapora - Copia

DSCF1258
DSCF1254
Ficamos hospedados no Hotel Pontal de Ocaporã, que em Tupi-guarani, língua indígena, quer dizer “Casa Bonita”.
O hotel faz jus ao nome. Com uma ótima estrutura, bastante espaço, uma área de lazer bacana e um café da manhã bem variado – com tapioca doce e salgada – o hotel nos agradou bastante. O melhor de tudo é que toda estrutura fica localizada em frente à uma deliciosa praia – Pontal do Cupe, local que quando a maré está baixa tem peixinhos bem na beira do mar.
É claro que a escolha da hospedagem depende do quanto você pode e quer investir. Este hotel não é o melhor da região, mas atende bem um casal e tem bastante comodidade. Os valores das diárias giram em torno de 300 a 400 reais. A cidade possui uma grande rede hoteleira, por isso, é possível encontrar preços e condições variadas.
Apesar de ser um lugar muito bom, a comida no hotel é bem cara. Como ele fica em uma região bem afastada do Centro e estávamos sem carro, o jeito era mesmo comer por ali. Apenas uma noite fomos jantar no centro da cidade. O bom é que como estávamos em lua-de-mel fomos presenteados pelo hotel com um jantar especial!
A cama do casal não era das mais confortáveis, mas os atendentes nos ofereceram um kit para colocar sobre o colchão.

Transporte e Locomoção:
Quem conhece Porto de Galinhas sabe que o local é uma longa faixa de litoral em que vários hotéis estão localizados à beira mar. Por isso, a locomoção de um ponto a outro dificilmente é feita a pé. Como disse anteriormente, nós não optamos por locar um carro, por isso, todos os passeios que fizemos foram por meio de táxis da região. Geralmente os valores podem ser pré-fixados com o motorista antes da corrida e você também pode dividir o valor com algum casal. Para ir até o centro, por exemplo, o motorista cobrou 30 reais ida e volta e ainda deixamos combinado o horário e local para o retorno.
Se você tiver a opção de locar um carro, com certeza, poderá aproveitar melhor os passeios. A locomoção entre as praias não é dífícil.

Passeios:
Dentro do hotel fica localizada uma agência que organiza os passeios pela região. A contratação, é claro, é opcional. Quando você chega no aeroporto e o receptivo vem te buscar, os motoristas das agências já costumam oferecer as opções. A vontade é escolher todos os passeios e sair passando o cartão de crédito mesmo! Mas tenha calma! Se você é como nós, quer curtir a viagem mas sem gastar dinheiro à toa, a dica é esperar o dia amanhecer.
Não fechamos nenhum pacote logo de cara e no dia seguinte, de manhãzinha, fomos para a frente do hotel. Lá encontramos vários motoristas de táxis que ofereciam os mesmos passeios com preços bem mais acessíveis. O melhor: conhecemos um casal paulista bem bacana que se casou no mesmo dia que a gente e fizemos vários passeios juntos. Uma forma de economizar e conhecer gente nova!
Praia é o que não falta para se divertir! Dentre os passeios recomendados estão: piscinas naturais que são formadas pelos arrecifes de corais e onde é possível nadar ao lado de peixes coloridos – e que vistos de cima forma um mapa do Brasil. Passeio de Bugue (Ponta a Ponta) e jangada, Praia de Carneiros e Muro Alto também são passeios imperdíveis.
Para quem gosta de abrenalina, a região também é favorável à prática de esportes radicais, como o surf, kite surf, mergulho e skate.
Os passeios que fizemos foram para Praia de Muro Alto, Jangada nas piscinas naturais, Praia de Carneiros, Ilha de Santo Aleixo, Passeios de ponta a ponta, Projeto Hippocampus e Maragogi. Vou explicar cada um deles abaixo:

Piscinas Naturais
Conhecemos o centro da cidade durante o dia e as famosas piscinas naturais, que são lindas demais. O trajeto da beira da praia até as piscinas é feito por uma jangada. A sensação do vento batendo no rosto é indescritível. Quando chegamos ao ponto das piscinas o guia nos deu uma ração para alimentarmos os peixes que vinham comer em nossa mão. Simplesmente maravilhoso! Esse foi um dos passeios mais marcantes da viagem!
O horário do passeio varia de acordo com as marés da região, mas geralmente é feito bem cedinho. Os hotéis possuem as planilhas das marés e disponibilizam para os hóspedes para escolher o melhor horário dos passeios.

 

DSCF0992

DSCF0978

 

Praia de Carneiros e Ilha de Santo Aleixo:

Passamos um dia todo na Praia de Carneiros. O lugar é lindo. Acho que nunca vi tantos coqueiros juntos em toda minha vida! O legal é que fizemos um passeio de catamarã – um barco quadrado – típico da região.
A praia de Carneiros é considerada uma das mais bonitas e rústicas do estado, enquanto a Ilha de Santo Aleixo é famosa pelas dezenas de naufrágios em seus arredores, atraindo mergulhadores de diversas origens. A ilha oferece ainda piscinas naturais e praias desertas. No passeio prepare-se para ver o maior jacaré do mundo, tomar um banho de lama…Ah…não vou estragar a surpresa!

DSCF0906

 

DSCF0893

DSCF0888

 

DSCF0861

DSCF0857

DSCF0900

Passeio de ponta a ponta e Pontal de Macaraípe

No mesmo dia em que conhecemos as piscinas naturais fizemos o passeio de bugue conhecido na região como de Ponta a Ponta – que é uma rápida passada por todo a faixa litorânea da região. Conhecemos o Pontal de Macaraípe – uma praia com ondas mais fortes, onde acontece Campeonato Nacional de Surf.

Projeto Hippocampus
O projeto é uma iniciativa do Laboratório de Aquicultura Marinha-LABAQUAC que se dedica à conservação e educação ambiental. No local há um centro de visitação onde é possível conhecer melhor sobre o estado de conservação dos cavalos-marinhos.

DSCF1031

Praia de Muro Alto

Muro Alto é uma das praias mais bonitas da região. Nós fizemos o passeio um dia lá e resolvemos voltar no final da viagem de tanto que gostamos do lugar. A água e bem calminha, inclusive com piscinas naturais, ideal para quem está com criança. Há um paredão de areia que “separa” a praia em duas. O visual é incrível. Há um grande número de hotéis e resorts espalhados na área.

DSCF0930

DSCF1050

DSCF0942

DSCF1142

Gastronomia e passeios noturnos
Na maioria das vezes comemos no hotel em que estávamos hospedados. Apenas um dia, fomos jantar no centrinho de Porto de Galinhas. Além das praias belíssimas, a gastronomia também ocupa lugar de destaque na viagem. Os restaurantes oferecem pratos à base de frutos do mar e carne-de-sol. Não posso recomendar os restaurantes, mas se você não irá comer no hotel, o sites de viagens podem lhe mostrar algumas opções.
Como todo turista gosta de uma lembrancinha, o ideal é andar a pé pelo centro para conferir de perto o artesanato produzido na região à procura dos souvenirs: bordados, redes, mantas e a, famosa, galinha de cerâmica.

DSCF1069

 

Dicas extras:

  • Os melhores meses para conhecer Porto de Galinhas são durante a alta temporada, entre setembro e abril. Neste período as temperaturas são bem altas, porém há uma brisa fresca constante. Os meses de maio a agosto são períodos de chuvas constantes e intensas;
  • Não se esqueça de levar o filtro solar e o repelente;
  • Os caixas eletrônicos disponíveis são: Banco do Brasil, Bandepe, Itaú, Bradesco e 24 Horas (localizado no Posto Texaco);
  • O DDD do local é 81;

Informações úteis e endereços:
Disponibilizamos alguns telefones e endereços que você pode precisar em Porto de Galinhas:

  • Informações turísticas – Rua da Esperança, 188 – Tel.: 3552-1728
    Aeroporto de Guararapes / Gilberto Freyre – Recife – Praça Ministro Salgado Filho, s/n – Imbiribeira – Tel.: 3355-0128 / 3182-8299
  • Rodoviária de Recife (Terminal Integrado de Passageiros) – Rodovia BR-232, Km 15 – Curado – Tel.: 3182-8298

 

Sobre Maragogi – Alagoas:

DSCF1230

DSCF1185

DSC02973

DSC02976
Em um dos últimos dias da viagem resolvemos, de última hora, fazer o passeio até Alagoas, Maragogi, que fica a cerca de duas horas de Porto de Galinhas. O lugar é muito bonito e vale à pena aproveitar um dia para conhecê-lo.
Fomos parar em uma van repleta de idosos da mesma família que estavam comemorando o aniversário de um dos irmãos na viagem – o bom é que eles eram bem animados! Mas essa é história para um outro post. Em breve vou preparar uma explicação bem detalhada sobre Maragogi.

E vocês, já tiveram a oportunidade de conhecer Porto de Galinhas? Têm alguma dica de passeio, restaurante ou praia bacana que visitou? Se sim, compartilhe suas dicas conosco nos comentários.
Eu já estou animada para saber qual o nosso próximo destino, e vocês? Alguma sugestão?

assinatura_thalita

 

Viagem a dois – uma paixão compartilhada

18fev
Publicado por Blog TôCasada.com

viagem a dois_face

Praia, fazenda, resort, mochilão: o importante, aqui, é colocar o pé na estrada!

Gostar de viajar é quase uma unanimidade! As preferências, é claro, variam. Alguns preferem aventuras bem radicais em meio à natureza. Outros amam praia, sombra e água fresca. Há aqueles que optam por um destino para curtir um friozinho à dois.
Apesar das muitas opções, o fato é que não conheço ninguém que não goste de se aventurar e curtir uma boa viagem. Conhecer lugares novos, culturas diferentes, provar as comidas típicas do lugar. Hummm…quem não gosta, não é mesmo?
Uma das tags permanentes do blog será a: VIAGEM A DOIS!

O objetivo é dar dicar de viagens de lugares que eu e meu esposo já conhecemos – uma das coisas que mais gostamos de fazer é viajar! Também pretendemos dar sugestões de destinos para lua-de-mel e escrever sobre os lugares que ainda queremos conhecer em nossas próximas paradas! A ideia aqui é trocar e compartilhar dicas de viagens e destinos! Vamos falar um pouquinho sobre nossas experiências, mas também queremos ouvir vocês. Dicas de viagem e sugestões de lugares serão muito bem vindas.
Agora que a nova tag já foi devidamente apresentada, sexta tem o primeiro post sobre viagens.

Quem adivinha nossa primeira parada?

assinatura_thalita